Quarta Feira, 12 de Agosto de 2020
(11) 94702-3664 Whatsapp

AVALIAÇÃO - Novo Chevrolet Tracker, um SUV que chega para fazer história 

GuarulhosWeb rodou mais de 1.300 km com o novo SUV compacto da Chevrolet, que chega ao mercado cheio de inovações que agradam do começo ao fim da viagem

Por Ernesto Zanon - Especial para o GuarulhosWeb

25 de Julho de 2020 as 19:37

Lançado nos primeiros dias da pandemia de coronavirus, no final de março, o Novo Tracker, SUV compacto da Chevrolet, acabou se atrasando alguns meses para chegar às ruas de fato. O GuarulhosWeb teve a oportunidade de avaliar a versão Premium, top de linha, equipada com motor 1.2 turbo e câmbio automático de seis marchas, durante 10 dias, quando percorreu mais de 1.300 quilômetros, a maior parte em rodovias, além de cidade.   

Do SUV que chegou ao Brasil no começo dos anos 2.000, mais precisamente em março de 2001, numa versão similar ao Suzuki Grand Vitara, marca adquirida pela General Motors anos antes, herdou apenas o mesmo nome. De fato, o Novo Tracker é completamente novo, sem semelhanças com a última versão comercializada por aqui até o início deste ano. Começa pelo design, passando por segurança, conforto, conectividade e desempenho.  

Durante a avaliação, só boas notícias. O desempenho do motor 1.2 turbo é surpreendente, dando conta de garantir uma viagem tranquila e segura por mais de 600 quilômetros, com três adultos a bordo e muita bagagem no porta-malas. Aliás, bem generoso em termos de espaço por se tratar de um SUV compacto. São quase 400 litros de capacidade  

O motor de 1,2 litro com 133 cavalos de potência permite uma dirigibilidade bastante agradável, com retomadas precisas e rápidas, garantindo a respiração necessária para, por exemplo, empreender uma ultrapassagem numa rodovia de pista dupla de forma segura e eficiente. Bata pisar que ela vai embora. Tanto motor como a transmissão reagem de maneira precisa, sem solavancos ou sustos desnecessários. Em velocidade de cruzeiro, grandes subidas e descidas em “intermináveis” retões interior afora se traduzem em conforto para o motorista.   

A partir do computador de bordo, que mostra a eficiência energética e variação de consumo conforme o peso do pé, entre outras funções interessantes, dá para decidir que tipo de tocada você quer empreender. Uma velocidade mais alta constante acaba se traduzindo em um gasto maior de combustível. Mas isso não significa variações tão grandes. Mesmo quando se aciona o ar condicionado, o consumo não aumenta tanto.   

Em determinadas condições, numa média de 100 km/h por cerca de 80 quilômetros rodados, foi possível atingir a impressionante marca de 17 km/l de gasolina. Já numa pegada mais forte ou durante o uso na cidade, o consumo pode cair a 10 km/l. Ao final de 1.300 km rodados, entretanto, sendo 90% em rodovias, a média foi de 12,9 km/l. Nada mal para um carro que garante ótima performance.  

O Novo Tracker conta com uma série de equipamentos que demonstram muita tecnologia embarcada. Um deles chama a atenção, como o sistema de alerta de colisão com frenagem autônoma em caso de emergência para mitigar ou mesmo evitar acidentes. Funciona assim: uma câmera localizada no alto do para-brisas faz o monitoramento visual, enquanto sensores ultrassônicos fazem a leitura a fim de detectar a aproximação de algum outro veículo à frente. Primeiro, o sistema tenta alertar o condutor por meio de um alarme sonoro e de um faixo luminoso que é refletido na base do para-brisas. Caso não haja qualquer reação do motorista, o sistema aciona automaticamente os freios.   

  

Design   

Um pouco maior que a versão anterior – 12 milímetros a mais no comprimento e 15 na largura o Novo Tracker apresenta um estilo com mais robustez, esportividade e elegância. A lateral se destaca pela silhueta extremamente dinâmica pautada pela aerodinâmica. Uma terceira janela na coluna C amplia a visibilidade em manobras.  

Pouco mais embaixo, há uma linha ascendente que conecta faróis, maçanetas e lanternas. Os vincos acentuam o estilo atlético que definem o design do SUV da Chevrolet. Também trazem um efeito de luz e sombra muito interessante. A parte inferior da carroceria reforça o aspecto de robustez. Toda a base dos para-choques, das portas e dos para-lamas contam com uma moldura escura que acentua a distância do veículo em relação ao solo. No centro, a peça é trabalhada com elementos tipo 3D típica dos veículos utilitários. Também tem caráter funcional, pois ajuda a proteger a lataria. Outro ponto marcante fica por conta do formato mais quadrado das caixas de roda.  

O Novo Tracker vem equipado com rodas de alumínio de série. Na versão Premier avaliada elas são de 17 polegadas com superfície usinada, fundo cinza metálico e aros “flutuantes” cromados para combinar com outros acabamentos em mesmo tom. As rodas trazem cinco parafusos para, além de maior poder de fixação, permitir uma perfeita harmonização.  

O modelo também impressiona pelo seu aspecto tecnológico, destacado inicialmente pelos inéditos faróis Full LED. Seus projetores para luz baixa e alta têm poder de iluminação de duas a três vezes maior que sistemas tradicionais, o que se traduz em maior segurança. Os faróis trazem ainda luzes de condução diurna (DRL) e um inovador sistema de luz auxiliar lateral que amplia em 11% a área iluminada em manobras e curvas. A luz de sinalização dianteira também é de LED, fica no para-choque e se diferencia pelo formato verticalizado.  

Na dianteira, o capô é marcado por vincos para dar maior rigidez à peça. A grade superior é mais estreita e acomoda a gravata dourada, enquanto a inferior é mais larga para ajudar na refrigeração do motor, com destaque para o formato estilizados das aletas. Já na base do para-choque há um aplique em cor diferenciada.  

Na versão Premier existem LEDs também nas lanternas traseiras, agora bipartidas. À noite, criam uma espécie de assinatura luminosa que facilita a identificação do veículo. Como cada uma das partes conta com múltiplos LEDs, o efeito luminoso é idêntico ao de veículos premium. A tampa traseira foi completamente redesenhada, seguindo o mesmo padrão estético das demais superfícies. Para valorizar os vincos da área central e o logo Chevrolet, o suporte da placa do carro foi deslocada para o para-choque, que acomoda ainda refletores, a luz de neblina e um extensor, que, como na parte dianteira e o rack de teto, vem pintado em cor diferenciada.   

Interior  

As maiores dimensões externas combinadas com o entre-eixos 15 mm alongado e a redistribuição dos elementos mecânicos refletiram em um maior aproveitamento do espaço interno. Outro aspecto que chama a atenção dos ocupantes é a combinação de formas, cores, materiais e texturas da cabine do Novo Tracker. O resultado é um ambiente extremamente aconchegante e de aspecto sofisticado.  

A tela central de LCD de oito polegadas tipo pedestal fica levemente inclinada para facilitar o acesso aos comandos. O quadro de instrumentos tem fácil leitura, concentrando as informações mais relevantes. O velocímetro e o conta-giros contam com grafismos exclusivos e ponteiros iluminados por LEDS. No meio há a tela de TFT colorida, que exibe o nível de combustível e quais ocupante traseiros estão ou não com o cinto de segurança afivelados. Ali fica também o visor do computador de bordo de até 14 funções, entre elas o indicador de distância do veículo à frente, o monitoramento da pressão dos pneus e o percentual da vida útil do óleo.  

As partes que o motorista mantém maior contato receberam atenção especial dos designers. O principal deles é o volante, que garante boa empunhadura e permite ajustes de altura e profundidade. Sua base reta foi pensada para dar maior liberdade no embarque e desembarque, além de agregar esportividade.  

O volante conta ainda com uma série de teclas. Nas do lado esquerdo ficam os comandos do limitador de velocidade e do controlador de velocidade de cruzeiro, enquanto que nas do lado direito estão os botões de atalho para o sistema multimídia e para o comando de voz.  

O acabamento interno das portas está totalmente integrado com o do painel, com linhas e materiais que criam um aspecto de continuidade. Destaque para acabamento em dois tons (Preto JetBlack e Azul Captain) na versão Premier. Além da bela trama da cobertura dos alto-falantes, chama a atenção o puxador de porta de alça larga alusivo ao universo dos autênticos SUVs.  

Assim como o volante, o apoio de braço do console central também é revestido com material agradável ao toque. À frente há porta-objetos com um interessante suporte para smartphones, que deixa o aparelho melhor encaixado para evitar ruídos de trepidação. A manopla da transmissão e o carregador wireless também ficam apoiados sobre o console central, que se estende até os comandos do ar-condicionado, da tecla que permite a desativação do sistema Stop/Start, e os botões das travas das portas e do assistente de estacionamento.  

Logo acima ficam as saídas de ar do sistema de refrigeração, que contam com formatos personalizados e molduras em cinza acetinado no melhor estilo “high-tech”. Os bancos são bem confortáveis. Os dianteiros são do tipo envolventes com apoios nas laterais e revestidos em material premium nas versões mais sofisticadas. Costura pespontada e detalhes personalizados típicos de produtos executados por artesões são exclusividades do modelo topo de linha Premier.  

Os ocupantes traseiros também viajam com muito conforto. São igualmente beneficiados pelo aumento das dimensões, principalmente para a área das pernas (+74 mm), ombros (+46 mm) e cabeça (+19 mm). No Novo Tracker, os assentos são do tipo anfiteatro, ou seja, quem viajam atrás senta em um patamar mais alto para melhor visibilidade. O encosto de braço central é basculante e conta com porta-copos. A comodidade é complementada por compartimentos no dorso do banco dianteiro e nas laterais das portas.   

Outra grande evolução do novo SUV da Chevrolet está no compartimento de bagagem 30% maior. Um recurso interessante é que a base agora pode ser ajustada em dois níveis de altura. No mais baixo, o usuário amplia a área de transporte em 36 litros. Já com a bandeja no nível mais alto, cria-se uma espécie de superfície plana quando o encosto dos bancos é rebatido, o que facilita a acomodação de objetos compridos ou pesados.  

  

O que o Tracker oferece:  

  • seis airbags,  
  • cintos de segurança dianteiros com sistema de pré-tensionadores,   
  • controle eletrônico de estabilidade   
  • assistente em partida em rampa   
  • Assistente de frenagem para situações de perda de eficiência por aquecimento.   
  • alerta de ponto cego,   
  • sensores de estacionamento dianteiros, traseiros e laterais com indicação gráfica no computador de bordo   
  • câmera de ré com linhas guias que projetam a movimentação do veículo conforme o ângulo de esterçamento do volante.  
  • assistente de estacionamento semiautônomo para vagas paralelas e perpendiculares.   
  •  sensor de chuva, que aciona e ajusta automaticamente a intensidade de varredura dos limpadores conforme a condição climática e a velocidade de cruzeiro do veículo.  
  • sensor crepuscular que aciona automaticamente os faróis quando a luminosidade natural fica reduzida.  
  • chave inteligente. Ao se aproximar do carro, mesmo que com a chave dentro do bolso, o veículo identifica o usuário e permite o destravamento das portas e o acionamento da ignição por botão.   
  • Wi-Fi embarcado. Com isso, o usuário não precisa usar o plano de dados pessoal para acessar a internet.  
  • sistema OnStar.  
  • Carregador sem fio para smartphones   
  • duas saídas USB traseiras  

 

 

Preço da versão avaliada: R$ 114.560,00 


  • A família do Novo Tracker conta ainda com as versões LT e LTZ, equipadas com motor 1.0 turbo, com opção de câmbio mecânico, e as 1.2 turbo somente com transmissão automática,